sábado, 17 de junho de 2017

Castro Verde é a mais recente Reserva da Biosfera da UNESCO em Portugal

Conhece este Ecossistema Humanizado de Alto Valor Natural?

Fotos sobre a Reserva da Biosfera de Castro Verde no sítio da UNESCO.


Reportagem da RTP sobre a notícia. Ver aqui.
 No passado dia 14 de Junho de 2017 o Concelho de Castro Verde  tornou-se na 11ª Reserva da Biosfera em Portugal reconhecida pela UNESCO, primeira a sul do Tejo. É o culminar de um trabalho de mais de duas décadas de cooperação entre a Camâra Municipal de Castro Verde, a LPN-Liga para a Protecção da Natureza e as pessoas do Concelho, com destaque para os seus agricultores, muitos deles integrantes da Associação de Agricultores do Campo Branco, uma das três entidades co-autoras da candidatura entregue na UNESCO.

A classificação da área como uma das 41 Zonas de Protecção Especial (ZPE) de Portugal pelo ICNF-Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas em Setembro de 1999 foi igualmente um marco importante para o sucesso da preservação dos valores naturais daquela região.


Coloco aqui um vídeo da LPN (disponível, junto com outros, no canal Youtube da LPN) sobre a riqueza biológica e paisagística deste território de extrema importância para a avifauna das estepes. É nesta zona que aves ameaçadas típicas destes ecossistemas como as abetardas, francelhos ou peneireiro-das-torres, cortiçois-de-barriga-preta, rolieiros, sisões, e muito, muito mais, encontram as melhores condições a nível nacional para a sua sobrevivência.



Um curto documentário sobre a riqueza da paisagem de Castro Verde e o trabalho que a LPN-Liga para a Protecção da Natureza ali desenvolve. A LPN vive do apoio dos seus sócios. Faça-se sócio e contribua para a Conservação da Natureza.

Foi em meados dos anos 90 do século XX que a LPN fez uma campanha de angariação de fundos para conseguir comprar a sua primeira herdade em Castro Verde.
Tentava-se travar a anunciada eucaliptização da zona e, em colaboração com a Câmara Municipal de Castro Verde, conseguiu-se evitar o que parecia inevitável. Podem ler um pouco mais sobre a história deste projecto aqui.

Enquanto sócio da LPN contribuí na altura com um donativo de 5.000 Escudos, o necessário para assegurar a compra de 1.000 m2. Hoje, a LPN gere cerca de 1900 ha e dispõe do Centro de Educação Ambiental do Vale Gonçalinho, sede das actividades da associação na região. Acompanho o projecto desde então e foi com enorme alegria que vi anunciada a decisão da UNESCO de aprovação da candidatura a Reserva da Biosfera.

O Centro de Educação Ambiental de Vale Gonçalinho, da LPN.

O Concelho de Castro Verde e o País estão de Parabéns por este reconhecimento.

Enquanto sócio da LPN, fico feliz por apoiar esta associação e dou o meus parabéns a todos os que ao longo de quase 25 anos contribuíram para este trabalho. Desafio-vos a contribuirem para esta causa tornando-se sócios desta ou de outra organização de conservação da natureza.

A única tristeza do dia foi esta excelente notícia ter sido ignorada pelos jornais  da noite da RTP1, RTP2, SIC e TVI, sendo excepção a reportagem no início deste texto para o Jornal da Tarde da RTP1. Entre fait-divers políticos e um sem número de outras pseudo-notícias esta conquista nacional não registou. Nunca as notícias nacionais sobre conservação da natureza e ambiente foram tão negligenciadas como hoje nos nossos meios de comunicação social de cariz nacional.

3 comentários:

  1. Maravilhoso! Obrigada pelo vosso trabalho exemplar, pela inteligência, a persistência e o amor do nosso país! Esperemos que com os tristissimos acontecimentos recentes haja cada vez mais tomada de consciência e mais pessoas a dar valor a trabalho como o vosso, que é feito com muito esforço e coragem... Obrigada por criarem um futuro melhor a todos nós.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas suas palavras! Este trabalho tem sido feito por muita gente ao longo dos anos. Eu apenas sou um sócio da LPN e achei importante ajudar a divulgar este trabalho que, enquanto associado, apoio com todo a convicção! Irei partilhar o seu comentário com quem lá trabalha! Até breve!

      Eliminar
  2. Magnífico trabalho!
    Biodiversidade, a riqueza que temos ignorado, tão necessária para a sustentabilidade da nossa verdadeira qualidade de vida.
    Obrigado pelos 5.000 escudos então investidos (5 milhares de qq coisa deve ter sido um investimento de elevado risco, just kidding), Rui Pedro Lérias.
    Sinceros cumprimentos.

    ResponderEliminar